Grandes são os outros, o Fluminense é enorme – Capítulo II

Contribua

Ajude a melhorar essa pesquisa. Se você conhece algum Fluminense que não está presente, envie um e-mail para marketing@tricoracao.com.br com a sua contribuição.

Capítulo II

Chegamos ao Capítulo II. O prazer de encontrar as nossas cores por cada estado que passamos, por cada pequena cidade ou numa grande capital, é extremamente gratificante. E descobrir que muitos deles não existem mais, misturado com a satisfação de saber que um dia eles lá estiveram e honraram as nossas cores, é quase místico.

Será que houve um Preguinho em Pernambuco? Ou um Welfare? Pensar que haviam norte-americanos amando o futebol no nosso nordeste enquanto no seu país amavam baseball e o futebol não existia. Fomos pioneiros também nisso?

O Capítulo II começa no Maranhão e termina em Pernambuco. Esse trabalho é dinâmico. Todos os dias podem aparecer novos Fluminenses e serão devidamente acrescentado às páginas.

Muita informação foi retirada dos próprios sites das agremiações, mas muitos desses clubes não existem mais. Esse trabalho de pesquisa nunca seria possível sem o que foi feito de forma espetacular pelos sites:

  • Futebol Nacional: https://futebolnacional.com.br/infobol
  • Escudos de Clubes: http://www.escudosdeclubes.com.br
  • História do Futebol. A Enciclopédia do Futebol na Internet: http://cacellain.com.br/blog
  • Wikepedia

Ferroviário Esporte Clube

(São Luis – MA)

Fundação: 10/09/1941

Estádio: Nhozinho Santos

Capacidade: 21.000 lugares

Ferroviário Esporte Clube

O Ferroviário Esporte Clube é um clube de futebol da cidade de São Luís, no estado do Maranhão, Brasil. Foi fundado em 1941 por funcionários da Estrada de Ferro São Luís-Teresina, tendo como cores oficiais o vermelho, verde e branco.

Somente a partir de 1954 a equipe resolveu participar dos campeonatos oficiais da Federação Maranhense de Futebol.

Foi o primeiro time maranhense a participar de uma competição nacional de clubes: a Taça Brasil de Futebol de 1959, competição essa reconhecida hoje como um Brasileirão. Dos clubes em atividade no futebol maranhense, o Ferroviário está atrás apenas dos três grandes, na ordem Sampaio Corrêa, Moto Club e Maranhão em número de campeonatos estaduais, sendo campeão maranhense 4 vezes.

Sampaio Correia Futebol Clube

(São Luis – MA)

Fundação: 25/03/1929

Estádio: Castelão

Capacidade: 40.194

Sampaio Correia Futebol Clube

Nascido no Maranhão, o nome Sampaio Corrêa surge em homenagem ao hidroavião Sampaio Corrêa II, que aportou em São Luís no dia 12 de dezembro de 1922, sob o comando do piloto brasileiro Pinto Martins e do americano Walter Hinton. O avião tinha sido doado pelo senador carioca José Mattoso de Sampaio Corrêa, presidente do Aeroclube Brasileiro, e que por isso levava seu nome. Aliás, foram dois os aviões doados pelo senador: Sampaio Corrêa I e Sampaio Corrêa II, sendo que o primeiro pegou fogo, antes do segundo ser doado.

O uniforme oficial do clube foi inspirado na camisa do Fluminense do Rio de Janeiro, e estilizado por Gervásio Sapateiro, nas cores amarelas, verde e vermelha. Os calções eram de cor cáqui e meiões cinza, baseados nos macacões e polainas dos pilotos Walter Hinpton e Pinto Martins, que usavam também camisas verde/amarela e vermelha / branca inspiradas nas bandeiras brasileira e norte-americana.

Clube Esportivo Operário Varzeagrandense

(Várzea Grande – 6 km da Capital)

Fundação: 01/05/1949

Estádio: Arena Pantanal

Capacidade: 43.150 lugares

Clube Esportivo Operário Varzeagrandense

Clube Esportivo Operário Várzea-Grandense é uma agremiação esportiva da cidade de Várzea Grande, no estado de Mato Grosso, fundado em 1 de maio de 1949. Em 1949, após o Bispo Bom Antônio Aragão presentear com um jogo de camisas, uma equipe formada com os melhores jogadores de Várzea Grande no Mato Grosso, nascia o Clube Esportivo Operário Várzea-Grandense ou C.E.O.V. O jogo de estreia deste clube foi contra a equipe do Palmeiras do mesmo município, na ocasião foi usado um uniforme nas cores vermelha,branca e verde.

Muitos atletas foram revelados pelo Operário de Várzea Grande. Era o ano de 1974 e Rubens dos Santos havia assumido novamente a presidência do clube e consequentemente, contratado os mais diversos atletas para disputar o campeonato do ano seguinte.

Paulo Vítor, que obteve a consagração no Fluminense do Rio de Janeiro, sendo tricampeão carioca (1983-84-85) e brasileiro em 1984, além de disputar a Copa do Mundo de Futebol em 1986 no México, como reserva de Carlos Gallo (Corinthians).

Clube Esportivo Naviraiense

(Naviraí – 353 km da Capital)

Fundação: 11/11/1983

Estádio: José Cândido dos Santos – “Virotão”

Capacidade: 7.000 lugares

Clube Esportivo Naviraiense

A Sociedade Esportiva Naviraiense, disputou pela primeira vez um Campeonato Estadual de Profissionais no ano de 1.987 – tendo como Presidente o Advogado Mário Sérgio Rosa, Vice Teobaldo Karlinc e Diretor de Futebol Manoel Pulquério Garcia (Mane João). O time teve uma campanha invicta, até ás oitavas de final realizada no principio de Dezembro de 87. Em dois jogos inesquecíveis a SEN eliminou o CAP ( Clube Atlético Paranaibense). Em 2006, 12 anos depois o futebol voltou a ser motivo da alegria para a fanática massa local. Graças a insistência de Desportistas como Macedo, Zé Roberto e os ex craques Jadilson e Marcão. Apoiados pelo grande entusiasta o Vice Prefeito Ronaldo Botelho, fizeram ressurgir a emoção nas tardes de Domingo nos altos da Av. Dourados, estádio Virotão. O CEN vem até aqui, substituindo com toda galhardia a nossa inesquecível Sociedade Esportiva Naviraiense (SEN) do saudoso Manoel Pulquério Garcia, de Teobaldo, Mário Sérgio Rosa, Onofre Figueiredo, Carlinhos da Madeiral, Pescoço, Diogo da farmácia, Fernando Ramos, Pardal, Onivair e tantos, e tantos outros………………E a história prossegue

Fluminense Futebol Clube

(Araguari – 671 km da Capital)

Fundação: 10/01/1942

Estádio: Sebastião César da Silva

Capacidade: 8.000 lugares

Fluminense Futebol Clube de Araguari

A concepção do que se tornaria o clube começa em 1938, em Araguari, no Triângulo Mineiro, na praça da Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde, por iniciativa do vigário da Paróquia. Nascia o Matriz Futebol Clube que, pouco tempo depois, numa escolha democrática, a 10 de janeiro de 1942, virou Fluminense Futebol Clube, tendo as mesmas cores do xará do Rio de Janeiro.

O outro nome colocado na votação era Madureira Futebol Clube. O primeiro presidente oficial da Raposa foi Álvaro Lourenço de Souza, em 1943, funcionário público aposentado. Antes, comandou o time o padre Wilson Falcomer, da Paróquia do Senhor Bom Jesus.

O Tricolor do Bosque, como é carinhosamente conhecido, possui um grande prestígio no cenário esportivo mineiro e nacional, sendo sempre reconhecido e aclamado. Ao longo da sua história, grandes personalidades se dedicaram ao clube, não medindo esforços para que o Fluminense honrasse cada vez mais o seu nome e o nome da cidade.

Associação
Atlética Bomdespachense

(Bom Despacho – 160 km da Capital)

Fundação: 17/09/1967

Estádio: 

Capacidade: 

Associação Atlética Bomdespachense

A Associação Atlética Bondespachense foi fundada em 17 de setembro de 1967. Localizada em Bom Despacho - MG,

Comercial Esporte Clube

(Campo Belo – MG)

Fundação: 01/01/1952

Estádio: Fonte do Povo

Capacidade: 

Comercial Esporte Clube de Campo Belo

O Comercial Esporte Clube é uma agremiação do Município de Campo Belo (MG). Com a sua Sede situada na Vila Waldemar de Carvalho, s/n, n Centro da cidade, o clube foi Fundado no dia 27 de Setembro de 1936, por um grupo de amigos, entre eles o jovem Lycério Miguel, na época com 24 anos. Aliás, vale ressaltar que Lycério em seguida foi eleito o 1º presidente do Comercial. O seu Estádio é o Fonte do Povo.

O Comercial foi campeão do Campeonato Mineiro da Terceira Divisão, em 1986. Por alguns anos, assim como na década de 80, disputou clássicos na segundona contra o Sparta. Além disso, fez parte do triangular final da Segunda Divisão de 1966, ficando em último lugar.

Usina Esperança Futebol Clube

(Itabirito – MG)

Fundação: 24/06/1932

Estádio: Itabirito

Capacidade: –

Usina Esperança Futebol Clube

O Usina Esperança Futebol Clube é uma agremiação do Município de Itabirito (MG). O Tricolor Itabiritense foi Fundado na sexta-feira, do dia 24 de Junho de 1932. A sua Sede fica localizada na Rua Doutor Eurico Rodrigues, nº 106, no Centro de Itabirito. As suas cores: verde, vermelho e branco. FONTES E FOTOS: Coleção Digital de Itabirito – Página do clube no Facebook - Cacellain.com.br

Fluminense Football Club

(Caxambu – MG)

Fundação: 19/08/1941

Estádio: Fluminense de Caxambu

Capacidade: –

Fluminense Football Club

Em 17 de Agosto de 1941 foi fundado em Caxambu o maior clube do Sul de Minas. Atualmente é o maior vencedor da LDC com 19 titulos.

Fluminense Football Club

(Belo Horizonte – MG)

Fundação: 01/01/1952

Estádio: Brigadeiro Médico José da Silva Porto

Capacidade: 3.000 lugares

Fluminense Football Club - BH

O Fluminense Futebol Clube foi uma agremiação da cidade de Belo Horizonte (MG). O Tricolor de Lagoinha foi Fundado na segunda-feira, do dia 06 de Novembro de 1922. A sua Sede ficava localizada no Bairro de Lagoinha, na região noroeste de Belo Horizonte. No Estatuto do Fluzão constavam algumas curiosidades como as opções para quem desejasse se tornar sócio. A pessoa deveria, no mínimo 14 anos, e a ‘joia’ (entrada) de Cr$ 30,00 (trinta cruzeiros) e a mensalidade de Cr$ 10,00 (dez cruzeiros) ou optar em ser um ‘Sócio Remido’. Para isso deveria desembolsar a bagatela de Cr$ 1.000,00 (um mil cruzeiros). Na elite do futebol Mineiro, o Fluminense participou de três edições: 1926, 1931 e 1932. Em agosto de 1926, o Palestra se desligou da Liga Mineira de Desportos Terrestres (LMDT) e formou, com outros clubes suspensos, a Associação Mineira de Esportes Terrestres (AMET). No mesmo ano foi realizado o campeonato, com oito clubes, entre eles o Fluminense FC, foi organizado a partir de setembro. A escassez de jornais do período tornou praticamente impossível o levantamento de resultados.

Fluminense Football Club de Uberlândia

(Uberlândia – MG)

Fundação: 01/01/1952

Estádio: –

Capacidade: –

O Fluminense Futebol Clube é um Clube de Futebol Amador de Uberlândia/MG, situado no Bairro Custódio Pereira.

Mas houve outro Fluminense em Uberlândia, mas são poucos os registros. Segundo o site http://cacellain.com.br (História do Futebol - A ENCICLOPÉDIA DO FUTEBOL NA INTERNET), após anos de tentativas de se organizar um torneio regional no Triângulo, todas frustradas pela Federação Mineira, finalmente em 1951 conseguiu-se a permissão para realização do torneio, auspiciado pela Liga Araguarina de Futebol entre 1951 e 1953. Antes do campeonato, foram realizadas seletivas para escolha dos representantes. Em Uberlândia, o Uberlândia e o Fluminense se classificaram, deixando Sal Tropeiro e Floresta de fora do certame. É provável que em Ituiutaba tenha havido também uma seletiva, de onde saíram o Ituiutaba Esporte (atual Boa Esporte) e o Atlético Ituiutabano. O Uberaba chegou a disputar a primeira rodada, contra o Uberlândia – que venceu por 2×1 – mas desistiu da competição.

O Fluminense de Uberlândia ficou em sexto lugar na competição, cujo campeão foi o Fluminense de Araguari. O único registro fotográfico é da equipe campeã, no dia em que goleou o homônimo de Uberlândia por 6x0.

Um belo gol do camisa 10 Fábio Rodovalho de falta para o fluminense no campeonato amador da cidade de Uberlândia

Ipatinga Futebol Clube

(Ipatinga-MG)

Fundação: 1998

Estádio: Ipatingão

Capacidade: 25.000 lugares

.

Ipatinga Futebol Clube

No início de 1998, o empresário Itair Machado, ex-atleta de Atlético e Cruzeiro, e até então patrocinador do Social (clube da cidade de Coronel Fabriciano, no Vale do Aço), criou o Projeto Ipatinga Futebol Clube, para a formação de uma equipe profissional na cidade de Ipatinga, também no Vale do Aço. Machado saiu atrás de parceiros para tirar do papel o projeto. Juntamente com Gercy Mathias, até então presidente do Novo Cruzeiro Futebol Clube (clube amador do bairro Novo Cruzeiro, em Ipatinga), e Cosme Mattos, um antigo desportista da cidade, com o apoio de Rinaldo Campos Soares (presidente do Sistema Usiminas), Ronaldo Monteiro de Souza (presidente do Usisaúde) e Francisco Carlos Chico Ferramenta Delfino (prefeito de Ipatinga), o projeto nasceu grande e ousado. E foi graças a Cosme Matos a existência de uma ligação com o Fluminense. Cosme, Tricolor apaixonado e responsável pelas festas Tricolores do Vale do Aço, escolheu as cores do emblema do Ipatinga, eternizando uma ligação com o Fluminense. A ascensão do Ipatinga foi rápida: já em 2005, sete anos após sua fundação, conquistava o título de campeão mineiro, superando os tradicionais América, Atlético e Cruzeiro. Por pouco não repetiu o feito em 2006, perdendo o título para o Cruzeiro Esporte Clube. Após alcançar o maior número de pontos na principal fase da disputa, o Ipatinga perdeu os jogos de mata-mata final, ficando com o vice-campeonato por diferença de um único gol.

Fluminense de Mocambeiro

(Matozinhos – MG)

Fundação: 20/04/1924 

Estádio: Gustavo Gomes Ferreira

Capacidade: 1500

Fluminense de Mocambeiro

O Fluminense de Mocambeiro é uma equipe de futebol amadora de Matozinhos e o maior campeão do torneio amador da região. Possui também inúmeros títulos em torneios de futebol amador em Minas Gerais, como o Tri-Campeonato da Copa Integração de BH.

Outros, sem dados relevantes:

Fluminense de Mantena (amador)

Jabaquara Futebol Clube de Belém

(Belém – PA)

Fundação: 01/05/1945

Estádio: Baenão

Capacidade: 

Jabaquara Futebol Clube de Belém

O Jabaquara Futebol Clube foi uma agremiação da cidade de Belém (PA). O Clube ficava na Travessa Vileta, no Bairro Pedreira. Na noite da terça-feira do dia Primeiro de Maio de 1945, um grupo de rapazes comandados por Newton Oliveira, que jogavam pelada com o time chamado Primeiro de Maio, resolveram alçar voos maiores e decidiram fundar o Jabaquara Futebol Clube. Na matéria (acima), o Jornal O Liberal (15 de Janeiro de 1951), destaca o bicampeonato da Série B do Jabaquara (vale lembrar que o título valia de 1950).

O primeiro título chegou três anos depois, quando “Jabaquarense de Papo Amarelo” ou “Jabuca” se sagrou campeão Suburbano de 1948. A partir daí passou a ser o “Fantasma da Série B“, conquistando o Bicampeonato de 1949 e 1950. No dia 26 de janeiro de 1951, uma reportagem com direito ao time posado, contando um pouco a história do Jabaquara F.C (imagem acima).

Paulista
Futebol Clube

(Belém – PA)

Fundação: 1935

Estádio: 

Capacidade: 

Imagem do site História do Futebol.

Paulista Futebol Clube

O “Grêmio Bandeirante” foi fundado em 1935, onde participou dos campeonatos das Séries A e B. Na elite do paraense participou de quatro edições: 1948, 1949, 1950 e 1951. O Paulista tinha uma vertente palmeirense, pois o primeiro uniforme era idêntico ao clube paulistano. Já o segundo lembra o uniforme do Fluminense. O ponto em comum eram as raízes italianas.

Sociedade Esportiva Sousa

(Sousa – PB)

Fundação: 18/04/1964

Estádio: Marizão

Capacidade: 15.000 lugares

Sociedade Esportiva Sousa

A Sociedade Esportiva Sousa é um clube brasileiro de futebol, sediado na cidade de Sousa, no estado da Paraíba. Fundada em 1964, mandava seus jogos no estádio Marizão, com capacidade para 15 mil espectadores. As cores do clube são verde, branco e vermelho. A começar pela gloriosa e inesquecível Sociedade Esportiva Sousa, equipe fundada no dia 18 de abril de 1964, e que brilhou intensamente nos gramados Paraibano e até Nordestino. Equipe essa, que era muito temida por seus adversários e que dificilmente perdia nos seus domínios no velho Estádio Municipal Antonio Marques da Silva Mariz. A Sociedade Esportiva Sousa, viveu várias etapas, e uma das mais brilhantes foi quando sagrou-se Campeão do Interior o famoso Matutão nos idos 1969, equipes amadoras e que não disputavam o Campeonato Paraibano de Profissionais daquela época, visto que basicamente o Paraibano era disputado por equipes de João Pessoa, Campina Grande e Patos com o Nacional.

Imagem abaixo retirada da Wikipedia

A Sociedade Esportiva Sousa, ainda chegou a se profissionalizar e disputar o Campeonato Paraibano de profissionais em meados da década de 90, já no remodelado Estádio o Marizão, inclusive com uma rivalidade muito grande com o Sousa Esporte Clube, sendo que a Sociedade preferiu mais uma vez afastar-se dos gramados após grandes embates com o Sousa Esporte Clube, o representante até os dias atuais, que continua a representar a cidade nos gramados paraibanos.

Vila Nova Sport Club

(Itabaiana – PB)

Fundação: –

Estádio: –

Capacidade: –

Vila Nova Sport Club

Encontramos informações sobre essa equipe de Itabaiana-PB, mas pouco ou quase nada sobre a sua história. Apenas a sua participação em torneios nos anos 90 (http://cacellain.com.br/blog/?tag=vila-nova-de-itabaiana) e algumas fotos de jogadores da década de 70.

As fotos foram encontradas no blog Itabaiana Hoje: http://itabaianahoje.blogspot.com

Fluminense Futebol Clube Gravatá

(Gravatá – PB)

Fundação: 

Estádio: 

Capacidade: 

Fluminense Futebol Clube Gravatá

O clube nasceu na fazenda Gravatá com o nome de Fluminense Futebol Clube, tendo como fundadores Francisco Paulo (Rochinha, o Velho Aratú) e o Sr. Antonio (Tempero), para fazer frente ao outro time da Fazenda, o Flamengo, tendo como principal motivo o não aproveitamento de jogadores pelo rival, pois era grande o número de praticantes do esporte bretão que jamais fora aproveitado pelo adversário, criando uma grande rivalidade entre os dois clubes. O Flamengo já não mais existe, está extinto.

A atual denominação do clube, Sociedade Esportiva Gravatá, vem do início dos anos 90. Junto com a mudança de nome, o clube também mudou de sede, passando a sediar seus jogos no Distrito de Santa Maria, localizado no brejo paraibano, a 10 km de Areia e a 10 km de Pilões. Nesse Distrito ficava localizado a Usina Santa Maria S/A, hoje desativada.

Outros, sem dados relevantes:

O “Infobol” do site Futebolnacional.com.br cita a existência de um Fluminense de João Pessoa, mas não detalha mais informações. Também não encontramos nada a respeito, na nossa pesquisa (https://goo.gl/bbvVAw)

Pato Branco Esporte Clube

(Pato Branco – PR)

Fundação: 05/1/1959

Estádio: Os Pioneiros

Capacidade: 7.000

Pato Branco Esporte Clube

O Pato Branco Esporte Clube (conhecido como Pato Branco ou ainda Pato e cujo acrônimo é PBEC) é um clube de futebol brasileiro, sediado na cidade de Pato Branco, no estado do Paraná. Suas cores são o Verde, Vermelho e Branco, a equipe manda seus jogos no Estádio Os Pioneiros, com capacidade para 1.500 pessoas. Atualmente, em 2015 disputa a segunda divisão de acesso do PR depois de ser vice campeão da Terceira, em 2014 onde perdeu nos pênaltis numa final contra o Andraus Brasil. Onde dirigentes do Andraus pressionaram a arbitragem até arrumarem o resultado para o time da casa e ainda bateram no pai goleiro do Pato que acabou sendo expulso por tentar defender seu pai.

O clube foi criado no dia 5 de novembro de 1979, após uma fusão entre Internacional Esporte Clube (Pato Branco) e a Sociedade Esportiva Palmeiras (Pato Branco), ambos agremiações futebolísticas, herdando assim as cores e o patrimônio das duas instituições. Sua primeira temporada profissional foi no Paranaense de 1980, onde foi rebaixado. Posteriormente, em 1981, obtém o título de Campeão Paranaense da Segunda Divisão. Seguiu na elite do futebol do estado, nos certames de 1982, 1983, 1984 e 1985, quando descende. Dentre esses anos obteve boas campanhas como as de 1983 e 1984, figurando na oitava e nona colocação respectivamente. Já em 1986, se sagra bicampeão da Segunda Divisão. Após a conquista, se consolida, definitivamente, como uma das mais agremiações equipes do Paraná, participando da principal divisão do estadual por seis anos seguidos. Porém, a partir de 1993, o Pato viveu o período mais incerto de sua história, já que depois da queda no Parananense, encerrou suas atividades, sendo que o retorno veio apenas em 1998, pela Segundona, onde acabou eliminado logo na primeira fase. Posteriormente, depois de disputar apenas duas competições na década de 90, conquista há Terceirona em 2009 com o técnico Pedro Paulo Alves encerrando um jejum de 23 anos sem títulos. O triunfo renovava a esperança dos torcedores, porém na Divisão de Acesso 2010 amarga novamente o rebaixamento, sendo que sua volta a disputas oficiais, ocorreu somente em 2012, quando não obteve sucesso na busca pelo acesso.

Na temporada de 2014, um grupo de jovens se juntaram e criaram a Barra do Pato. Estes jovens buscavam ter em Pato Branco uma torcida que apoiasse e cantasse para à equipe durante todo o decorrer do jogo, ganhando ou perdendo. Ao contrário das torcidas organizadas a Barra do Pato não possui uniformes próprios e nem estrutura hierárquica. O único e simples objetivo da barra é apoiar o Pato Branco EC incondicionalmente o jogo inteiro, não possui patrocínio e todos os materiais são adquiridos através de doações e do próprio bolso dos seus torcedores.

Trieste Futebol Clube

(Curitiba- PR)

Fundação: 08/06/1937

Estádio: Francisco Muraro

Capacidade: –

Trieste Futebol Clube

O Trieste Futebol Clube é um clube de futebol amador da cidade de Curitiba, capital do estado do Paraná.

trieste paraná

O clube foi fundado em 8 de junho de 1937, sendo formado pelos italianos que criaram o bairro de Santa Felicidade, oriundos da cidade de Trieste na Itália. Suas cores são o verde, branco e vermelho. O time manda seu jogos no Estádio Francisco Muraro.

Arcoverde Futebol Clube

(Arcoverde-PE)

Fundação: 01/01/1948

Estádio: Estádio do Glória

Capacidade:

Arcoverde Futebol Clube

O Arcoverde Futebol Clube é um clube de futebol brasileiro do município de Arcoverde, Pernambuco. Disputou apenas duas edições da Série A2 do Campeonato Pernambucano: 2005 e 2006. No primeiro ano atuando como time profissional (2005), conseguiu a 3º colocação do seu grupo na primeira fase, avançando para a fase seguinte para poder enfrentar Central e Sete de Setembro. O 1º de Maio, tentando ganhar essa vaga conquistada pela equipe arcoverdense, alegou que esta tinha escalado um jogador irregular. O caso foi parar no TJD-PE e ficou definido que o Arcoverde seria eliminado da competição e o 1º de Maio não herdaria a vaga na 2ª fase. Diante dessa situação, todos os jogos da 2ª fase do Arcoverde foram perdidos por W.O. Em 2006 a equipe fez uma campanha ruim no campeonato, terminando na vice-lanterna do seu grupo, a frente apenas do Íbis. A partir dessa ocasião, a equipe se licenciou e nunca mais voltou aos gramados.

Fluminense Football Club

(Recife-PE)

Fundação: 17/08/1922

Estádio: Estádio do Glória

Capacidade:

Fluminense Football Club

O Fluminense Football Club foi uma agremiação da cidade de Recife (PE). O “Tricolor Capunguense” foi Fundado no dia 17 de Agosto de 1922, por esportistas do bairro da Capunga, liderados por Severino Nunes de Melo, Cyro Campelo, Manoel Galvão e João Nunes de Melo, que também foi o 1º presidente. A sua Sede e campo ficavam localizados na Rua Joaquim Nabuco, s /n, no Bairro da Capunga, na capital reifense. Depois se mudou para a Rua da Amizade, 72, também na Capunga. O campo ficava no Bairro da Magdalena. Depois passou para o bairro da Capunga. O Flusão do Recife disputou o Campeonato Pernambucano da 1ª Divisão em 1931.

Ao todo, foram 10 pontos, em dez jogos; com quatro vitórias, dois empates e quatro derrotas; marcando 15 gols e sofrendo 23, com um saldo negativo de oito. PS: O outro escudo do clube era idêntico ao Fluminense do Rio. FONTES: Cacellain - Jornal de Recife – A Província – Diário de Pernambuco - blogdomequinha.com.br

Ferroviário Esporte Clube do Cabo

(Recife-PE)

Fundação: 18/12/1961

Estádio: Estádio do Glória

Capacidade:

Ferroviário Esporte Clube do Cabo

O Ferroviário Esporte Clube do Cabo foi fundado em 18 de dezembro de 1961 e dedicou-se a alguns campeonatos amadores, até se profissionalizar, definitivamente, poucos anos depois. Seus principais feitos são o título do Campeonato Pernambucano de Futebol da 3ª Divisão de 2000 e o vice-campeonato do Campeonato Pernambucano de Futebol da 3ª Divisão de 1999. Apesar de nunca ter alcançado a elite do futebol pernambucano - esteve perto de quebrar a escrita por três vezes, sendo a última em 2009 -, ficou conhecido após ter no comando técnico, Cláudio Adão, um dos principais jogadores do Brasil nas décadas de 1970 e 1980.

Associação Athletica Great Western

(Recife – PE)

Fundação: 17/03/1928

Estádio: –

Capacidade: –

Associação Athletica Great Western

O Associação Athletica Great Western (atualmente Clube Ferroviário do Recife)foi uma agremiação da Cidade do Recife (PE). O ‘Ferroviários’ foi Fundado no dia 17 de Março de 1928, por funcionários da empresa britânica The Great Western of Brazil Railway Company Limited, que atuava no Nordeste na construção e exploração de ferrovias.

O clube não se limitava apenas no futebol, mas se estendia em outros esportes como: o atletismo, basquete, voleibol e tênis. O Great Western disputou o seu último estadual em 1954, justamente quando a empresa encerrou as atividades e se transformou na Rede Ferroviária do Nordeste e em seguida na Rede Ferroviária Federal S/A (RFFSA).

Após essa mudanças, o clube mudou de nome, passando a se chamar Clube Ferroviário do Recife. O Great Western tinha a sua Sede na Rua Cel. Suassuna, 790 / 1º andar – Bairro do Sancho, em Tejipió, no Recife. Em meados dos anos 30, mudou-se para Avenida João de Barros, 1.583, na Soledade.

O time rubro e depois Tricolor treinava no campo da Avenida Malaquias (foi o 1º estádio do Sport Recife). No Campeonato Pernambucano da 1ª Divisão, o Great Western participou 14 vezes: 1936 (8º lugar), 1937 (9º lugar), 1938 (6º lugar), 1940 (4º lugar), 1941 (4º lugar), 1942 (2º lugar), 1943 (5º lugar), 1944 (5º lugar), 1945 (5º lugar), 1946 (5º lugar), 1949 (4º lugar), 1952 (7º lugar), 1953 (6º lugar) e 1954 (7º lugar).

Salgueiro Atlético Clube

(Salgueiro – PE)

Fundação: 23/03/1972

Estádio: Cornélio de Barros Muniz 

Capacidade: 5.000

Salgueiro Atlético Clube

O Salgueiro Atlético Clube (conhecido apenas por Salgueiro e cujo acrônimo é SAC) é uma associação esportiva brasileira fundada em 1972, [1] no município de Salgueiro, no estado de Pernambuco, tendo interrompido suas atividades no fim da década de 1970, e as retomado na mesma data em 2005. No futebol, é um dos clubes mais bem-sucedidos do estado de Pernambuco, despontando como uma das maiores forças do futebol pernambucano.

Com oito anos atuando como profissional, a equipe já ganhou três títulos e em 2013, tornou-se o segundo time na história do interior de Pernambuco a disputar uma edição da Copa do Nordeste e pela sétima vez disputou o Campeonato Pernambucano de futebol na elite, além de ter disputado a série B do campeonato Brasileiro em 2011. Em 2014 foi campeão da Taça Miguel Arraes, equivalente ao 1º turno do Campeonato Pernambucano. Em 2015 o Carcará chegou as quartas de finais da Copa do Nordeste sendo esta sua melhor campanha no certame e ainda chegou na final do Campeonato Pernambucano, feito até então inédito do clube sertanejo quando foi vice-campeão estadual.

Sociedade Esportiva União Bandeirantes

(Catende – PE)

Fundação: 19/09/1974

Estádio: Estádio Municipal Anteógenes Chaves

Capacidade: 3.000

Sociedade Esportiva União Bandeirantes

O SEUB (Sociedade Esportiva União Bandeirantes) é uma agremiação da cidade de Catende (PE). Fundado na terça-feira, do dia 17 de Setembro de 1974. A sua Sede está localizada na Avenida João Clementino, nº 1, no Bairro da Laje Grande, em Catende. O SEUB manda os seus jogos no Estádio Municipal Anteógenes Chaves, com Capacidade para 3 mil pessoas, em Catende. Na esfera profissional, o clube participou da Copa Pernambuco de Futebol de 2009, que foi realizado entre 12 de setembro a 22 de novembro. A competição contou com a presença dos grandes do estado: Santa Cruz, Sport do Recife e Náutico Capibaribe. O Santa Cruz, que já tinha faturado o título de 2008, voltou a vencer, faturando o Bicampeonato. Na primeira fase, as equipes foram distribuídas em quatro grupos de 4 equipes onde eles iriam jogar em jogos de ida e volta totalizando 6 jogos na 1ª fase, as duas primeiras equipes iriam se classificar para a 2ª fase.O SEUB acabou ficando na primeira fase. Foram seis jogos, com três empates e três derrotas; marcando três gols e sofrendo 12, com um saldo negativo de nove.

Uniforme da fundação do SEUB, segundo o site História do Futebol: http://cacellain.com.br/blog/?p=116075

Clube Real Independente

(Toritama – PE)

Fundação: 16/08/1967

Estádio: –

Capacidade: –

Clube Real Independente

O CRI é uma equipe de futebol de Toritama-PE. Disputou a terceira divisão estadual em 2011.