Grandes são os outros, o Fluminense é enorme – Capítulo III

Contribua

Ajude a melhorar essa pesquisa. Se você conhece algum Fluminense que não está presente, envie um e-mail para marketing@tricoracao.com.br com a sua contribuição.

Capítulo III

Chegamos ao Capítulo III. Ele começa no Piauí e termina no estado do Rio de Janeiro. Esse trabalho é dinâmico. Todos os dias podem aparecer novos Fluminenses e serão devidamente acrescentado às páginas.

Muita informação foi retirada dos próprios sites das agremiações, mas muitos desses clubes não existem mais. Esse trabalho de pesquisa nunca seria possível sem o que foi feito de forma espetacular pelos sites:

  • Futebol Nacional: https://futebolnacional.com.br/infobol
  • Rs.Sport Soccer Foundation
  • Escudos de Clubes: http://www.escudosdeclubes.com.br
  • História do Futebol. A Enciclopédia do Futebol na Internet: http://cacellain.com.br/blog
  • 180graus.com
  • Rodrigo Amaral (Fluminense de São João da Barra)
  • Wikipedia

Fluminense Esporte Clube

(Teresina – PI)

Fundação: 31/01/1938

Estádio: Lindolfinho

Capacidade: 8.000 lugares

Fluminense Esporte Clube

Em 31 de janeiro de 1938, alguns motoristas da capital do Piauí proporcionaram uma série de reuniões, em uma dessas nasceu o clube com o nome de Automóvel Esporte Clube. Somente em 05 de Janeiro de 1949, por sugestão de Belchior da Silva Barros, houve a mudança do nome do clube, de Automóvel, para Fluminense. Foi uma forma de atrair novos torcedores (simpatizantes do time carioca), e forçar uma rivalidade com outro clube, o Esporte Clube Flamengo. Começava, efetivamente, a presença do Fluminense na história do futebol piauiense.

Ao longo de sua história, o Fluminense foi Campeão Piauiense da Segunda Divisão em 1967. Participou também de duas edições da Copa São Paulo de Futebol Júnior (2002 e 2004), mas não teve êxito em ambas. Seu melhor resultado foi um empate com o Santos. Em 2011, teve bons resultados em seus jogos na "Copinha", mas foi eliminado por ter perdido seu primeiro jogo contra o PAEC ficado em segundo lugar, não passando para a Segunda Fase da competição.

Sport Club Fluminense

(Parnaíba – PI)

Fundação: 15/07/1924

Estádio: –

Capacidade: –

Sport Club Fluminense

Pouca informação há sobre esse Fluminense da cidade de Parnaíba. Encontramos citação no site Futebolnacional.com.br, com a fundação em 15/07/1924 e a participação nos campeonatos piauienses de 1932, 1934 e 1935.

No site da Rs.Sport Soccer Foundation, uma organização que registra dados estatísticos, bem como demais informações a respeito de partidas e torneios de futebol por todo o mundo, encontramos o registro de dois jogos. Em 1931, contra o Militar Sport Club e um outro em 1935 contra o Botafogo Esporte Clube.

No site da RSSF (https://www.rsssfbrasil.com/tablesfq/picamp.htm), há a informação que o Fluminense de Parnaíba possui dois títulos estaduais. Atualmente, existe como clube de futebol amador.

Fluminense de Gurgueia

(Colônia de Gurgueia- PI)

Fundação: –

Estádio: Alfredão

Capacidade: 1.000 lugares

Fluminense de Gurgueia

O Fluminense de Gurgueia é uma equipe de futebol amador de Colônia de Gurgueia, interior do Piauí.

Aliança Foot-Ball Club

(Campos de Goytacazes – RJ)

Fundação: 1912

Estádio: –

Capacidade: –

Aliança Foot-Ball Club

O Aliança Foot-Ball Club, dundado em 1912, era um clube Tricolor de Campos de Goytacazes. Participou do Campeonato Campista de 1014, ficando na sexta colocação. Esses foram os resultados dos seus jogos: Aliança FC 4x3 Lacerda Sobrinho / Campos 2x0 Aliança FC / Aliança FC WOx0 Americano / Aliança FC 2x1 Goytacaz / Americano 4x0 Internacional(C) / Aliança FC 0x4 Internacional (Outra fonte informava que o jogo foi 2-4)

Bangu Futebol Clube

(Niterói – RJ)

Fundação: 04/12/1925

Estádio: Tenente Jardim

Capacidade: –

Imagem do site História do Futebol com o emblema refeito do Bangu e o uniforme dos anos 20 a 40

Bangu Futebol Clube

O Bangu Futebol Clube foi uma agremiação da cidade de Niterói (RJ). A sua Sede ficava na Rua Doutor March, nº 620, no Bairro Tenente Jardim, em Niterói. O “Tricolor da Zona Norte” foi Fundado na sexta-feira, do dia 04 de Dezembro de 1925. Suas cores: grená, branco e verde. Ao contrário do que se possa parecer, o nome não tem nenhuma relação com o Bicampeão Estadual (1933 e 1966): Bangu Atlético Clube. A escolha foi uma homenagem ao nome da Rua Bangu, onde o clube surgiu, e, assim, batizou o time como Bangu Futebol Clube. A sua fase áurea foi nos anos 60. Após ingressar no Campeonato Niteroiense de Futebol, organizado pelo Departamento Niteroiense de Futebol (DNF), o Bangu chegou ao vice-campeonato citadino nos anos de 1964 e 1965. Foi campeão Niteroiense Juvenil em 1965. E, finalmente, o seu título mais expressivo: campeão do Campeonato Niteroiense de Futebol, em 1966. Para os supersticiosos e/ou curiosos, um fato, no mínimo, interessante. Em 1964, 1965 e 1966, tanto o Bangu do Rio quanto o Bangu de Niterói terminaram as competições em colocações idênticas. Os Mulatinhos Rosados ficaram em 2º lugar no Campeonato Carioca em 1964 e 1965, e campeão em 1966. Enquanto o Tricolor da Zona Norte terminou nas mesmas colocações, no Campeonato Niteroiense. Fonte: http://cacellain.com.br/blog/?p=100901

Clube Atlético Barra da Tijuca

(Rio de Janeiro – RJ)

Fundação: 08/07/2010

Estádio: Eustáquio Marques

Capacidade: –

Clube Atlético da Barra da Tijuca

O antigo alviceleste brilhante foi criado por Adílson Oliveira Coutinho Filho em alusão à sua filha Yasmin Neves Oliveira Coutinho. Ézio, falecido ex-ídolo do Fluminense Football Club, foi o vice-presidente.

As suas cores, que inicialmente eram azul e branco, passaram a grená, branca e verde. As raízes advêm do município fluminense de Duque de Caxias, terra natal do seu mandatário. Contudo, o clube fica mesmo sediado na Barra da Tijuca, zona oeste da capital do estado. Para 2011 o clube sublocou o estádio Eustáquio Marques, então alugado ao Esporte Clube Marinho, no qual atualmente a equipe profissional treina e manda seus jogos.

Esporte Clube Barreira

(Bacaxá – RJ)

Fundação: 1961

Estádio: Elcyr Rezende de Mendonça

Capacidade: 10.000 lugares

Esporte Clube Barreira

O atual Boavista surgiu do antigo e tradicional Esporte Clube Barreira e suas cores eram o verde, o vermelho e o branco. Em 2004, um grupo de empresários assumiu o controle do Esporte Clube Barreira, refundando o clube em 10 de março daquele ano com outra denominação. O Esporte Clube Barreira surgiu da fusão dos Estados da Guanabara e Rio de Janeiro em 1975,disputou os campeonatos de 1995 - 11º colocação,1996 - 12º colocação(último),1997 - 12º colocação (último),1998 - 12º colocação (último).

Sport Club Benfica

(Rio de Janeiro – RJ)

Fundação: 05/01/1930

Estádio: Humberto Pentagna 

Capacidade: 1.000

Sport Clube Benfica

O Sport Club Benfica é uma agremiação esportiva brasileira, fundada a 5 de janeiro de 1930, sediada em Valença, no estado do Rio de Janeiro. Foi criado por iniciativa de João José da Silva, Sebastião Hipólito Nascimento, Fernando Melo, Orestes Figueira, Herval Lopes, Edson Giesta, Waldemiro Faria e outros. O S. C. Benfica de Valença, manteve, por muito tempo, a Escola de Instrução Militar N. 10., que facilitava aos jovens a tarefa de obter o seu certificado militar. Essa escola foi fechada, pouco tempo depois, por força de decreto do Governo Federal. O clube participou do Campeonato Fluminense em três oportunidades: 1953, 1954 e 1955. Ainda disputou o Torneio Início do Campeonato Fluminense, em 1953, no Estádio Leão do Sul, do Barra Mansa Futebol Clube. No dia 12 de abril, o S.C. Benfica estreou empatando em 1 a 1 com o Royal Sport Club, mas acabou eliminado no critério de desempate, já que sofreu cinco escanteios sem ter conseguido nenhum a favor. A sua sede e o estádio Doutor Humberto Pentagna, em homenagem ao seu primeiro presidente, ficam na Rua Quintino Bocayuva, 240, no Bairro Benfica, em Valença.

Atualmente é uma equipe de futebol amador.

Associação Desportiva Cabofriense

(Cabo Frio – RJ)

Fundação: 15/11/1955

Estádio: Correão

Capacidade: 

Associação Desportiva Cabofriense

Criada em 1997, sendo um Clube Fênix da Associação Atlética Cabofriense, funbdada em 1955, a Cabofriense conquistou em seu primeiro ano de atuação como filiada da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), o acesso à Série B do Campeonato Carioca, como vice-campeã da Série C. Em 1998, como Campeã da Série B, a equipe conseguiu o acesso à elite do futebol carioca. Entretanto, uma alteração no regulamento do campeonato fez com que o time disputasse uma nova Seletiva, o que acabou adiando a chegada à Série A por mais um ano. Em 1999 a equipe muda de nome e passa a se chamar Cabo Frio Futebol Clube, nome que utilizou até 2001, quando voltou a se chamar Cabofriense. Depois de ter disputado a primeira divisão em 2000 e 2001, o clube iniciou seu processo de fortalecimento após uma nova passagem pela Série B, em 2002, quando mais uma vez a Cabofriense foi campeã. Em 2013, após ter ganho seu último jogo no Triangular final da Série B Carioca de 2013, fez o seu retorno a elite estadual, após duas temporadas amargando a Segundona Carioca. Desde então, a Cabofriense mantém-se na elite do Carioca.

Emblemas antigos

Cachoeiras Esporte Clube Ltda

(Cachoeira de Macacu – RJ)

Fundação: 03/08/2007

Estádio: Itabirito

Capacidade: –

Cachoeiras Esporte Clube Ltda

Formado como clube-empresa, o Cachoeiras, das cores verde, branco e vermelho, se filiou no mesmo ano de sua criação à FFERJ. Não havia disputado nenhum certame promovido pela liga amadora de sua cidade. Seu primeiro campeonato disputado foi o Torneio Otávio Pinto Guimarães de Juniores, promovido pela federação, em 2007, quando conseguiu a classificação para a segunda fase em segundo lugar, ao ficar atrás apenas do Esporte Clube Tigres do Brasil e superar Clube de Futebol Rio de Janeiro e Canto do Rio Football Club. Na segunda fase acaba eliminado. Em âmbito profissional disputou o Campeonato da Terceira Divisão de Profissionais no mesmo ano. Na primeira fase se classificou em terceiro lugar, sendo superado por Itaboraí Futebol Clube e Teresópolis Futebol Clube, mas à frente de Nova Friburgo Futebol Clube e Faissal Futebol Clube. Na seguinte acabou eliminado, ao ficar em último em sua chave, composta de Sendas Pão de Açúcar Esporte Clube e São João da Barra Futebol Clube, que se classificaram, além do Campo Grande Atlético Clube, que também foi eliminado. Após essa disputa, se licenciou das competições profissionais. Não disputa atualmente nem mesmo o campeonato da liga local. A agremiação não deve ser confundida com o Esporte Clube Cachoeirense, que esteve por alguns na Terceira Divisão de Profissionais e hoje disputa as competições amadoras da liga de sua cidade.

Fluminense de niterói

Fluminense Atlético Clube

(Niterói – RJ)

Fundação: 19/08/1941

Estádio: Fluminense de Caxambu

Capacidade: –

Fluminense Atlético Clube

O Fluminense A.C. foi fundado no dia 07 de setembro de 1913. O Clube foi muito forte no começo do século XX, quando conquistou dois campeonatos estaduais do antigo Estado do Rio de Janeiro, quando este era separado da atual capital Rio de Janeiro, que constituía o Distrito Federal/Estado da Guanabara. O clube foi campeão estadual fluminense em 1919/1920 e campeão niteroiense em 1930, 1932, 1938, 1940, 1944 e 1947. Apesar de grandes conquistas, a partir de 1970, o Fluminense A.C. se tornou apenas um clube social, desativando suas atividades, e não obtendo mais equipes profissionais.

Fluminense Atlético Clube

(Nova Friburgo – RJ)

Fundação: 14/03/1921

Estádio: Eduardo Guinle

Capacidade: 6.550 lugares

Fluminense Atlético Clube

O Fluminense Atlético Clube é uma agremiação da Cidade de Nova Friburgo (RJ). O clube foi Fundado no dia 14 de Março de 1921, devido ao descontentamento de alguns atletas e diretores do Friburgo Football Clube, que não encontravam espaço para jogar. Treinavam durante a semana, mas nos jogos dos fins de semana quem entrava em campo eram os membros das famílias fundadoras do clube, que estudavam no Rio de Janeiro (Sertã, Braune, etc.). Inicialmente, tanto o escudo quanto o uniforme eram muito parecidos com o Fluminense do Rio. Posteriormente mudou o escudo e uniforme e as cores, passando para o tom azul. Em 1980 se fundiu com o Serrano F.C., dando origem ao Friburguense Atlético Clube (atualmente disputa o Campeonato Carioca da 1ª Divisão). Seu estádio é o Eduardo Guinle, com capacidade para 12 mil espectadores.

Jacarepaguá Futebol Clube

(Rio de Janeiro – Capital)

Fundação: 16/06/1992

Estádio: IPASE

Capacidade: 3.000 lugares

Jacarepaguá Futebol Clube

Estréia, em 1992, no Departamento Autônomo organizado pela FFERJ como Pãozão Futebol Clube. O nome é originário de uma padaria, localizada no bairro de Jacarepaguá, pertencente a Florentino Bessa, o então presidente da agremiação. O Pãozão sagra-se campeão do campeonato supracitado na categoria Adultos, em 1993, e resolve, desse modo, se profissionalizar para a disputa dos campeonatos promovidos pela FFERJ. No ano seguinte, estréia no Campeonato da Quarta Divisão de Profissionais, sagrando-se vice-campeão e conseguindo o acesso para o ano seguinte. Tem ainda o artilheiro do campeonato,Marcelo J.do Rosário. Em 1995, disputa na vaga do Saquarema Futebol Clube o Estadual da Intermediária A, tendo uma campanha bastante ruim, sendo rebaixado. Contrastando com esse desempenho abaixo do esperado, a equipe de Juniores vence o Campeonato da Segunda Divisão, na prática a Terceira, da categoria. No mesmo ano a equipe principal consegue se manter na mesma divisão, fugindo do descenso. O mesmo ocorre no ano seguinte, quando disputa o mesmo certame. Em 1997, se licencia, mas volta no ano seguinte, na Segunda Divisão como convidado, quando consegue apenas se manter no mesmo grupo. Em 1999 e 2000, o Jacarepaguá disputa a Copa Rio, mas é eliminado na fase inicial. Após, pede licença das competições. O clube foi arrendado a 5 de junho de 2000 pelo prazo de cinco anos pelo Bidon Grupo Empresarial, com o intuito de levá-lo à 1ª Divisão do campeonato profissional de futebol do estado do Rio de Janeiro. Contudo, o Jacarepaguá, das cores verde, vermelho e branco, cuja mascote é um jacaré, segue fora das disputas profissionais.

Fluminense Futebol Clube

(Macaé -RJ)

Fundação: –

Estádio: –

Capacidade: –

Fluminense Futebol Clube

Atualmente é apenas um clube social. O Fluminense Futebol Clube foi Campeão do Campeonato Citadino de Macaé (RJ), de 1949

Esporte Clube Maricá

(Maricá -RJ)

Fundação: 01/04/1943

Estádio: Francisco de Oliveira

Capacidade: –

Esporte Clube Maricá

Esporte Clube Maricá é uma agremiação esportiva da cidade de Maricá, no estado do Rio de Janeiro, fundada a 1 de maio de 1943.

Após disputar por anos o campeonato amador da liga local, o Esporte Clube Maricá, das cores verde, vermelha e branca estréia no profissionalismo da Terceira Divisão do estado do Rio de Janeiro em 1990. A campanha é boa na primeira fase, o clube se classifica em quarto e vai para a fase final quando finalmente chega em terceiro lugar no campeonato que teve as promoções de Céres Futebol Clube e Tupy Sport Club. Em 1991, disputa a Segunda Divisão, em realidade a Terceira que havia virado Segunda, visto que o verdadeiro segundo módulo se tornara Módulo "B" da Primeira Divisão. O Maricá não faz boa campanha e fica apenas em sétimo lugar no seu grupo na primeira fase, sendo eliminado.

Após esse campeonato, o clube se licenciou das competições profissionais. Possui estádio próprio, o Doutor João Francisco de Oliveira. Seu presidente é Sebastião Rodrigues Pinto Neto. Em 2017, volta a competir oficialmente a Série B2 do campeonato carioca, com time profissional e sub-20.

Monte D’Ouro Futebol Clube

(Valença – RJ)

Fundação: 05/06/1937

Estádio: Ludovico Rodegheri

Capacidade: –

Monte D'Ouro Futebol Clube

Monte D'Ouro Futebol Clube é uma agremiação esportiva da cidade de Valença, no estado do Rio de Janeiro, fundada a 5 de junho de 1937.

Após um longo período disputando campeonatos da liga local, o Monte D'Ouro, das cores verde, vermelho e branco, resolve se aventurar pelo caminho do profissionalismo ao se filiar em 1992 à FFERJ para as disputas do Campeonato Estadual. Sua primeira e única participação em âmbito profissional se deu em 1992 na disputa do Campeonato Estadual da Segunda Divisão, na prática uma Terceira Divisão disfarçada, visto que o verdadeiro segundo nível havia se tornado Divisão Intermediária.

A campanha é surpreendente. O clube se classifica em terceiro na primeira fase em seu grupo e avança para a segunda fase. Nesta perde cinco pontos pela utilização de jogadores em condição irregular. Ainda assim, fica em terceiro em seu grupo, mas não chega à final. Após essa disputa, a agremiação se licenciou das disputas profissionais. Possui estádio próprio, o Ludovico Rodegheri. Suas cores são o verde, vermelho e o branco.​

Três Rios Futebol Clube

(Três Rios – RJ)

Fundação: 30/04/203

Estádio: Odair Gama

Capacidade: –

Três Rios Futebol Clube

Clube caçula da cidade, famosa no futebol pelo prestígio de América Futebol Clube e Entrerriense Futebol Clube, que se encontram inativos, o Três Rios surge na tentativa de suprir o vazio causado pela ausência desses times no futebol profissional do Rio de Janeiro. Estréia no Campeonato Estadual da Terceira Divisão de Profissionais em 2003. Se classifica em segundo em sua chave na fase inicial, perdendo a dianteira para o Resende Futebol Clube. Na segunda fase é novamente segundo colocado. O líder foi o Bonsucesso Futebol Clube, que se sagraria o campeão daquele ano. Na terceira fase acaba eliminado, ficando fora das semi-finais. Em 2004, desiste de participar da competição com a tabela já montada. Volta, em 2009, para a disputa da Terceira Divisão de Profissionais e Juniores. O clube monta um intercâmbio com o Fluminense Football Club de intercâmbio e empréstimo de jogadores. Em 2010, monta um ótimo elenco a partir dos profissionais do Paraíba do Sul Futebol Clube do ano anterior. A equipe chega às semifinais da Terceira Divisão mas perde a vaga para o Serra Macaense Futebol Clube, não alcançando o sonho inédito de subir à Segunda Divisão. Suas cores são o verde, vermelho e o branco. O estádio para o qual manda seus jogos é o Odair Gama, pertencente ao Entrerriense Futebol Clube.

Royal Sport Club

(Barra do Piraí – RJ)

Fundação: 15/05/1925

Estádio: Estádio da Colina

Capacidade: 6.000 lugares

Royal Sport Club

Royal Sport Club é uma agremiação esportiva da cidade de Barra do Piraí, no estado do Rio de Janeiro, fundada a 15 de maio de 1925.

Tradicional agremiação do interior fluminense, o Royal possui em seu pavilhão o histórico título de Campeão Estadual Fluminense em 1942, quando venceu eliminou na semi-final o Petropolitano Foot Ball Club, e na final, o Esporte Clube Metalúrgico, de São Gonçalo, batendo-o por 3 a 1 no campo adversário. Foi vice-campeão estadual em 1953, perdendo o título para o Barra Mansa Futebol Clube. No ano seguinte é novamente segundo, ao capitular na decisão diante do Clube dos Coroados. Finalmente em 1966, o Tricolor de Barra do Piraí foi vice-campeão diante do Goytacaz Futebol Clube. Com o advento da fusão dos estados do Rio de Janeiro e Guanabara, passou a disputar os campeonatos promovidos pela FFERJ. Estréia em 1984 no Campeonato Estadual da Terceira Divisão de Profissionais. Na primeira fase se classifica em segundo, atrás somente do Tomazinho Futebol Clube. Na fase final faz ótima campanha, sagrando-se vice-campeão daquela competição, atrás somente do campeão Clube Esportivo Rio Branco, sendo ambos promovidos à Segunda Divisão do ano seguinte.

Em 1985, já na Segunda Divisão, termina em sétimo lugar, atrás dos promovidos Campo Grande Atlético Clube e Mesquita Futebol Clube, e dos eliminados Associação Atlética Cabofriense, Friburguense Atlético Clube e Serrano Foot Ball Club. Em 1986, se licencia das competições de âmbito profissional. Advém um longo período de inatividade que perdura até 1996 quando a agremiação retorna na mesma Segunda Divisão, à época chamada de Divisão Especial. Fica em sétimo no primeiro turno e em oitavo no returno. Após essa experiência, o clube se retirou das competições profissionais. Seu grande rival na cidade é o Central Sport Club, com o qual protagonizou grandes decisões. Manda seus jogos no estádio Paulo Fernandes, que possui capacidade para 6.000 pessoas.

Em 2016, a transferência de Ramires para o futebol chinês refletiu em Barra do Piraí. Dos R$ 144,32 milhões que o Jiangsu Suning pagou para tirar o volante do Chelsea, cerca de 1,118 milhão foram repassados ao Royal, clube onde ele jogou até os 17 anos, conforme determina o regulamento da Fifa que beneficia o clube formador. O Royal teve direito a exatos 1,29% do valor de qualquer transferência do Ramires por ser o clube formador. O Ramires ficou com o Royal dos 14 aos 17 anos. O clube tem forte influência italiana e escudo e uniforme muitos similares aos do Fluminense. O futebol do Royal se limita atualmente às categorias de base. Cerca de 120 jogadores, de 11 a 17 anos, que exigem um orçamento anual por volta de R$ 100 mil, estão no clube. Além do futebol, o Royal também tem uma sede social e oferece escolinhas de diferentes esportes.

Esporte Clube União

(Niterói – RJ)

Fundação: –

Estádio: –

Capacidade: –

Esporte Clube União

Poucas informações históricas. O Esporte Clube União, do Fonseca chegou na final do Campeonato da Segunda Categoria Niteroiense de 1961. Na final, numa melhor de três, superou o Esporte Clube Agra e ficou com o título. Para poder atuar na Elite do futebol de Niterói, o União necessitava de um campo. Graças a generosidade do Fonseca Atlético Clube, o “Tricolor do Fonseca” conseguiu o Estádio da Alameda São Boaventura.

Desta forma, o União o aval do Departamento Niteroiense de Futebol (DNF) e disputou o Campeonato de Niterói de 1962. Mas, antes de estrear, o clube recebeu, de forma surpreendente, um convite para representar a cidade no III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões. Como diz um provérbio popular “Cavalo dado não se olha os dentes“, e o União aceitou o convite. No entanto, o adversário era o Americano de Macaé, que tinha acabado de se sagrar campeão invicto da ‘Princesa do Atlântico’. Em Niterói, o União perdeu por 4 a 2. Oito dias depois, acabou sendo massacrado pelo placar de 7 a 2. Após a eliminação, a imprensa fez duras críticas a DNF sobre os critérios de escolha do representante da cidade. Assim foram escrita as primeiras páginas da história do Esporte Clube, do Bairro do Fonseca, na esfera do futebol profissional.

Fluminense Futebol Clube

(São João da Barra – RJ)

Fundação: 19/09/1943

Estádio: Estádio Municipal Manoel José Viana

Capacidade: 2.000 lugares

Fluminense Futebol Clube

O Fluminense Futebol Clube de São João da Barra foi fundado em 19/09/1943. A sua sede fica localizada na Rua Joaquim Thomas de Aquino Filho 187, centro de São João da Barra, RJ. É o maior campeão da cidade com 27 títulos conquistados. Houve uma época em que, de 28 títulos disputados, o Tricolor da Rua direita, como é conhecido, conquistou incríveis 24 títulos.

Outros, sem dados relevantes:

Fluminense F. C. de Vassouras

Esporte Clube Fluminense de Vassouras

bloco tricolor de são joão da barra

Futebol e Carnaval

Conhecida por promover um dos melhores carnavais do Estado do Rio de Janeiro, a cidade de São João da Barra vem ganhando projeção, também, pela saudável união entre a mais tradicional festa brasileira e o futebol. O resultado dessa mistura acontece em forma de festa, na avenida Joaquim Thomaz de Aquino Filho, com os desfiles dos blocos carnavalescos em homenagem aos quatro grandes clubes cariocas: Fluminense, Flamengo, Vasco e Botafogo. Destaque para o Bloco Tricolor de São João da Barra que invade as ruas com as nossas cores.